quinta-feira, 28 de maio de 2015

Ato na ALEGO e agressão aos professores(as)

Na terça-feira, 26/05, às 15h, os professores da AMPG foram até a Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (ALEGO).

A propostas era vestir-se da cabeça aos pés com sacos de lixo e entrar na ALEGO. O protesto tinha como ideia retratar o modo com que a educação pública de Goiás está sendo tratada pelo Governo do Estado, na figura do governador e deputados estaduais.

Ao contrário do que alguns afirmam, nós da AMPG faríamos um ato pacífico, ordeiro e todo o material utilizado no protesto não seria deixado pelos corredores da ALEGO, mas permaneceriam junto aos professores e jogados no lixo após o ato. Como sempre fazemos com todo o material utilizado.

A política de precarização é nítida, basta conferir em visitas às escolas do estado, no atraso das verbas e na desvalorização dos trabalhadores em Educação.
Um dado importante quanto às verbas é o fato de a 2ª parcela do PROESCOLA de 2014 ainda não ter sido enviada às escolas, ainda que a 1ª verba de 2015 já tenha sido paga.


Os professores foram impedidos de entrar na ALEGO, um dos policiais legislativos dá um tapa no rosto de um dos professores da AMPG e em seguida os demais policiais começam as agressões.

Os fatos narrados podem ser vistos em vídeos feitos pelos próprios professores da AMPG que repercutiram na mídia estadual e nacional:

video

video
video

video


http://www.plantaoonlinenoticias.com.br/#!Professores-em-greve-são-agredidos-de-forma-covarde-por-seguranças-da-Assembleia-Legislativa/cjds/55663f060cf2adc1ad61a22b

http://www.jornalopcao.com.br/ultimas-noticias/professores-estaduais-sao-agredidos-pela-policia-legislativa-36654/

http://g1.globo.com/goias/jatv-1edicao/videos/t/edicoes/v/professores-estaduais-em-greve-entram-em-confronto-com-segurancas-da-assembleia-em-goias/4210649/

https://www.facebook.com/agenciapopularbr/videos/429409077231681/


AMPG protocolou na manhã de 27/05, no Ministério Público Estadual (MP-GO), um pedido de análise das agressões sofridas no dia 26/05 na ALEGO.

No mesmo MP-GO há um processo de investigação sobre parcelamento de salários realizado pelo Governo de Goiás: http://www.dm.com.br/cidades/2015/05/ministerio-publico-investiga-parcelamento-de-salarios-realizado-pelo-governo.html#

NÃO VAMOS NOS CALAR!

Ato Cultural na SEDUCE

Na segunda-feira, 25/05, membros do MPG realizaram um Ato Cultural na Secretaria de Educação, Cultura e Esporte de Goiás (SEDUCE) às 15h.

Várias apresentações aconteceram dentro e fora do prédio.

O intuito foi ocupar o espaço público, espaço este que pertence aos trabalhadores em educação do Estado, e novamente apresentar as pautas de reivindicação.














Esta senhora comentou o ato no Facebook de forma bastante inteligente. A AMPG agradece a solidariedade.


Assista os vídeos:

video


video


video

Associação Mobilização dos Professores de Goiás - AMPG

No sábado, 23/05, às 9h, em frente a Assembleia Legislativa do Estado de Goiás, foi realizada a Assembleia para fundação da Associação Mobilização dos Professores de Goiás (AMPG). Todos os procedimentos legais, pós aprovação em assembleia, já estão sendo tomados e em breve os trabalhadores em educação de Goiás terão uma nova forma de representatividade.

A AMPG tem como proposta atuar de modo mais combativo, denunciando, mobilizando, divulgando e lutando por uma educação pública digna para Goiás.

Faça parte! Associe-se!







quarta-feira, 20 de maio de 2015

Assembleia do MPG

Compareça:


Ato Unificado

Hoje, 20 de maio de 2015, foi realizado um ATO UNIFICADO que reuniu trabalhadores em educação das Redes Estadual de Goiás, Municipal de Goiânia e Municipal de Aparecida de Goiânia.

A concentração aconteceu na Avenida Rio Verde, uma importante via de acesso a Goiânia e Aparecida de Goiânia, às 17 horas.

Depois da participação de vários professores no microfone onde foram destacadas as principais pautas de reivindicação, o grupo seguiu em passeata pela Avenida.

Concentrados em frente ao Shopping foi realizado um ato que representou a indignação dos trabalhadores. Bonecos do Governador Marconi Perillo, dos Prefeitos de Goiânia, Paulo Garcia e Aparecida de Goiânia, Maguito Vilela, da Secretária de Educação de Goiás, Raquel Teixeira, da Secretária de Educação de Goiânia, Neyde Aparecida e do Secretário de Educação de Aparecida de Goiânia, Domingos Pereira foram queimados.

Os professores fizeram um ato importante, com representatividade e colocaram as pautas para a sociedade que demonstrou apoio ao Ato.

Alguns pontos importantes merecem destaque, como a denúncia de autoritarismo nas Secretarias das 3 regiões, demissão de contratos temporários e ameaças de sub-secretári@s.

Os professores deram o recado!

EDUCAÇÃO NA RUA, GOVERNO A CULPA É SUA!









terça-feira, 19 de maio de 2015

Calendário de Mobilização do MPG

Venha fazer parte:


Escolha os atos que se encaixam na sua rotina e participe!
Essa luta é SUA! Não espere que lutem por você!

Importante:


Vamos demonstrar a força que os trabalhadores em Educação têm!

GREVE DA REDE ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DE GOIÁS - Maio/2015

No dia 08/05/2015 (sexta-feira) foi deflagrada GREVE da Rede Estadual de Educação, a partir do dia 13/05, em Assembleia realizada em frente à Assembleia Legislativa do Estado de Goiás. 

Os professores decidiram pela greve por tempo indeterminado.


A Pauta de reivindicações é a seguinte:

Ø  Pagamento imediato do piso de 2015 com retroativo a janeiro e sem parcelamento para PI, PII, PIII e PIV;
Ø  Pagamento imediato da diferença do piso não paga desde que a Lei 11.738/08 entrou em vigor;
Ø Revogação do art. 1º, incisos I e II, da Lei Nº 17.508/11 que retira a gratificação por titularidade, e do inciso IV que diminui a diferença entre PI e PIII, achatando a carreira docente;
Ø  Concurso público imediato;
Ø  Nenhuma forma de privatização/terceirização em gestão pedagógica, espaço físico, merenda ou qualquer outra área, seja por OS, PPP, OSCIP, ou alguma forma de aniquilar a educação pública;
Ø  Respeito à autonomia docente e de gestão;
Ø  Respeito à estabilidade historicamente conquistada;
Ø  Retirada do foco nos resultados como forma de opressão;
Ø  Rompimento total com as ideias do Programa Pacto pela Educação;
Ø  Retirada da ALEGO do Projeto de Lei 0815 que modifica o quinquênio;
Ø  Valorização dos servidores administrativos por meio de plano de carreira condigno e melhoria das condições de trabalho;
Ø Cumprimento da Lei nº 13.909, inclusive no tocante à remuneração condigna e liberdade didática (incisos III e VIII, art. 4º);
Ø  Aplicação dos 25% da arrecadação na Educação e gestão da verba pela SEDUCE;
Ø  Cumprimento do direito à licença aprimoramento e licença prêmio;
Ø  Fim do PIA ou de qualquer modelo de recuperação imposto que visa o atendimento de índices enganosos;
Ø  Fim do Programa Reconhecer;
Ø  Fim do SAEGO;
Ø  Fim às perseguições políticas, intimidações, pressões e autoritarismos de tutores, diretores e subsecretários.

Dia 09/05/2015 - 1ª Plenária do Mobilização dos Professores de Goiás

Pauta - Implementação das O.S ; Concurso público; Greve da rede Estadual de Educação. 
Participação - Prof. Dr. José Carlos Libâneo.

 

Dia 13/05/2015 - Reunião com a Secretária de Educação, Raquel Teixeira

Foram expostas as reivindicações e perguntas dos membros do MPG no Facebook.

  


Dia 14/05 - Pedágio em frente ao Centro Administrativo de Goiânia



Dia 15/05 - Manifestação no Colégio Estadual Irmã Gabriela (Conj. Riviera - Goiânia) e Colégio Estadual Colina Azul (Aparecida de Goiânia)



     
 

16/05 - Reunião do MPG (Faculdade de Educação)

Os professores, efetivos e contratos temporários, tiveram voz e ajudaram a decidir o calendário de ações da semana seguinte à reunião. Parabéns a todos pela participação ativa na greve!

                 


18/05/2015 - Visita às escolas de Anápolis

19/05/2015 - Manifestação de Professores com o apoio de alunos dos colégios militares de Goiânia

 
 
 
 


E a luta pela educação continua...!