quarta-feira, 17 de junho de 2015

Jogo do Bicho no Palácio Pedro Ludovico Teixeira

 Nesta ultima terça-feira 16/06/15 professores em greve da rede estadual de ensino fazem ato político no Palácio Pedro Ludovico Teixeira para denuncia o envolvimento do Governo do Estado com o bicheiro Cachoeira.



Dia de segunda-feira (15/06/15) é dia de luta para professxr de greve!

Professores em greve fazem ato político no Vapt Vupt para denunciar a população goiana o descaso do governo do estado perante as demandas dos trabalhadores da educação






sexta-feira, 12 de junho de 2015

A casa do povo está assobrada!

Nesta última quinta-feira 11/06/15  professores da rede estadual de ensino, em Greve, fizeram ato político pela demissão imediata dos funcionários fantasmas da ALGO denunciado em rede nacional. Este governo não tem dinheiro para educação, saúde e segurança mas tem para funcionários fantasmas na casa do povo! 






A Greve Continua Marconi a Culpa é Sua!




Em assembleia geral da categoria, no último dia 09 de Junho trabalhadores da educação do estado de Goiás votam pela permanência da Greve, visto que as negociações não avançaram. Os motivos pela permanência passam pela falta de condições de trabalho, concurso público, qualidade de ensino, pagamento do Piso Salarial e da Data Base. A postura do governo em não negociar demonstra a falta de comprometimento com a educação de qualidade e com a administração pública. Este governos diz que educação está em primeiro lugar mas deixa centenas de alunos sem aula e não valorizam os trabalhadores da escola. 



quarta-feira, 10 de junho de 2015

A falsa da Reforma Administrativa em Goiás


O Dep. Jose Nelto denunciou na ALEGO, dia 02/06 que depois de 4 meses (Jan-Abr) da reforma administrativa a folha de pagamento subiu 2,47%.

Passou de 675 milhões de reais para 692 milhões de reais. Houve um acréscimo de mais de 16 milhões.

Governador, PARE DE MENTIR PARA A SOCIEDADE GOIANA!!!!!

RETIRE A PROPAGANDA ENGANOSA DA TV!

- Falsa redução de secretarias!
- Criação de super secretarias!
- Criação de 40 cargos de primeiro escalão!
- Não houve economia!

Assista o vídeo:

video

De volta à ALEGO

No dia 02 de Junho, professores da AMPG realizaram um ato cultural na Assembleia Legislativa de Goiás.

Primeiro uma comissão foi recebida pelo Dep. Helio de Sousa; na reunião foram denunciadas as agressões sofridas pelos professores na semana passada, foram entregues cópias dos vídeos, do boletim de ocorrência e da denúncia no MP. 

Ressaltamos que o ato não tinha intuito de depredação!

Em seguida, com os rostos pintados, os professores fizeram um ato cultural no saguão principal com música e poemas.
No plenário os professores entoaram palavras de ordem.
Fomos recebidos pela Dep. Isaura Lemos que, além de apoiar a luta dos professores, fez denúncias importantes. 










AMPG NA LUTA!

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Ato na ALEGO e agressão aos professores(as)

Na terça-feira, 26/05, às 15h, os professores da AMPG foram até a Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (ALEGO).

A propostas era vestir-se da cabeça aos pés com sacos de lixo e entrar na ALEGO. O protesto tinha como ideia retratar o modo com que a educação pública de Goiás está sendo tratada pelo Governo do Estado, na figura do governador e deputados estaduais.

Ao contrário do que alguns afirmam, nós da AMPG faríamos um ato pacífico, ordeiro e todo o material utilizado no protesto não seria deixado pelos corredores da ALEGO, mas permaneceriam junto aos professores e jogados no lixo após o ato. Como sempre fazemos com todo o material utilizado.

A política de precarização é nítida, basta conferir em visitas às escolas do estado, no atraso das verbas e na desvalorização dos trabalhadores em Educação.
Um dado importante quanto às verbas é o fato de a 2ª parcela do PROESCOLA de 2014 ainda não ter sido enviada às escolas, ainda que a 1ª verba de 2015 já tenha sido paga.


Os professores foram impedidos de entrar na ALEGO, um dos policiais legislativos dá um tapa no rosto de um dos professores da AMPG e em seguida os demais policiais começam as agressões.

Os fatos narrados podem ser vistos em vídeos feitos pelos próprios professores da AMPG que repercutiram na mídia estadual e nacional:

video

video
video

video


http://www.plantaoonlinenoticias.com.br/#!Professores-em-greve-são-agredidos-de-forma-covarde-por-seguranças-da-Assembleia-Legislativa/cjds/55663f060cf2adc1ad61a22b

http://www.jornalopcao.com.br/ultimas-noticias/professores-estaduais-sao-agredidos-pela-policia-legislativa-36654/

http://g1.globo.com/goias/jatv-1edicao/videos/t/edicoes/v/professores-estaduais-em-greve-entram-em-confronto-com-segurancas-da-assembleia-em-goias/4210649/

https://www.facebook.com/agenciapopularbr/videos/429409077231681/


AMPG protocolou na manhã de 27/05, no Ministério Público Estadual (MP-GO), um pedido de análise das agressões sofridas no dia 26/05 na ALEGO.

No mesmo MP-GO há um processo de investigação sobre parcelamento de salários realizado pelo Governo de Goiás: http://www.dm.com.br/cidades/2015/05/ministerio-publico-investiga-parcelamento-de-salarios-realizado-pelo-governo.html#

NÃO VAMOS NOS CALAR!